Caminhos: Quénia dia 2: Masai Mara

Há muitos posts atrás iniciei um breve diário de bordo sobre uma das mais extraordinárias viagens que fiz até hoje, mas por falta de tempo deixei para trás. Hoje num soslaio de nostalgia escrevi sobre o dia 2.

se quiserem ler o primeiro dia é só clicarem aqui

Dia 2# Masai Mara

Acordámos com o crepúsculo e de olheiras em bico, e fomos ter com o Peter, o guia que nos iria acompanhar durante aquela primeira semana.

Aproveito para deixar aqui o nome da agência que contratámos : Explorer Kenya Tours and Travel 

De referir que graças ao talento da minha mana gastámos muito menos do que gastaríamos através de uma agência de Viajem. Ela organizou tudo à distância diretamente com agências, hotéis, voos intercidades do Quénia. Uma relíquia esta minha irmã.

Deixámos Nairobi e rumámos a Masai Mara numa carrinha que ia ser o nosso meio de transporte na próxima semana. O Peter não era muito falador, mas era simpático e atencioso.  Tínhamos quilómetros e quilómetros à nossa espera sobre estrads sinuosas e sobre um calor abrasador.

141837_400x720

O meu coração estava cheio de tanto entusiasmo, fazer um safari sempre foi um sonho e ali estava eu finalmente a cumpri-lo. Como sou daquelas pessoas que basta entrar num carro para adormecer não tardou já estava arrochada no banco e a babar-me desalmadamente. Fomos fazendo algumas paragens para comer . Ao chegarmos a Masai Mara o caminho era qualquer coisa de fazer inveja a muitos corredores de Jipe. Foi preciso muita astucia da nossa parte para não sairmos disparadas pela janela. Mas valeu tanto a pena  que podia até ter sido assim toda a viajem.

Chegámos então ao nosso parque. Fomos recebidos pelos responsáveis do parque que nos ofereceram assim que chegámos um sumo fresquinho. Para ser sincera fingi que bebi o meu, isto porque quando fomos à consulta do viajante foi-nos aconselhado nunca beber nada que não fosse engarrafado. E o que queríamos era estar bem de saúde para aproveitar aquelas duas semanas. Mas não recusei, para não ser indelicada.

Fomos então encaminhadas para a nossa tenda. Estava à espera de ver uma tenda à Indiana Jones um pau com um pano por cima. Mas para nossa surpresa tínhamos uma tenda enorme com wc incluído e com camas. Na entrada da tenda tínhamos um alpendre super catita, onde me imaginei logo a ler o meu livro.  A nossa tenda ficava rodeada de árvores e de outras tendas vizinhas. Não tardou conhecemos o nosso vizinho do lado. Um macaco atrevido que adorava roubar bolachas. A nossa frente havia um pequeno pasto com uma vaca super mimosa. Adorei aquele ambiente. Respirava-se ar puro, paz e sossego. Sabia Férias genuinamente.

O Peter deixou-nos e combinou encontro da parte da tarde para visitarmos a reserva natural e começarmos a nossa visita ao mundo selvagem. Descansámos um pouco da Viajem. Como esperado fomos ler para o Alpendre. Soube tão bem ler ao som da natureza. Era uma paz indescritível. Era capaz de viver ali por uns tempos. Não tardou chegou o Peter para nos levar para o inicio de muitas observações ao mundo animal.

Pegámos nas nossas Canon’s e lá fomos nós armadas em fotógrafas do BBC Vida Selvagem. Câmara na mão, chapéu na cabeça e lá fomos nós armadas em Dora, a exploradora. Mal chegámos avistámos logo zebras. Lindas com as listras a brilhar. Mais a frente Girafas e Elefantes. Finalmente os leões, que passeavam à frente da nossa carrinha como se fossemos indiferentes. Depois avistámos uma chita no seu momento de descanso, algo raro de capturar com a objectiva. Segundo o Peter tivemos sorte. Claro que o Peter foi parando para podermos tirar as nossas 500.000 fotos de vários ângulos e perspetivas.

 

O mais engraçado é que tanto eu como a minha amiga tirámos tantas fotos aos lugares e aos animais, que temos poucas fotos nossas. Era tudo tão maravilhoso que tínhamos de gravar todos aqueles momentos, toda aquela energia africana. No dia 3 terão depois uma foto minha ao lado de uma tribo que tive o privilégio de conhecer.

O dia 2 chegou ao fim. Depois de jantar fomos diretas para a cama aterrar a cara na fronha. Em relação à comida não vou falar muito, pois basicamente durante essa semana comemos frango com arroz.

O Peter marcou encontro às 4h da manhã, para observarmos o nascer do dia naquele sitio divino.

Anúncios

3 comentários sobre “Caminhos: Quénia dia 2: Masai Mara

  1. Pingback: Caminhos: Quénia dia 1# – Nairobi. | Ás Avessas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s