Viver

Cada Inverno que vivo É um novo recordar Cada Verão que assisto É um velho despertar Esta Primavera de mim É enredo do momento Num dia sou pomar de cetim Noutro sou mar em tormento Ai, se eu pudesse ser manhã E na noite acordar Seria o sol que não entranha E a lua ao... Continuar Lendo →

Anúncios

Dicas de quem percebe

Hello, Graças a uma dica de uma amiga e Blogger consegui exportar os posts do endereço antigo para o novo.  Aliás aproveitem para visitar o espaço dela que é bastante diversificado e interessante e descubram este mundo de moda e estilo de vida em Telita Life Style. Caso pretendam fazer o mesmo é só acederem... Continuar Lendo →

Para onde vou?

Ando sem inspiração para escrever. Nem sempre as palavras fluem como gostaria, embora dentro da minha mente as palavras corram de um lado para o outro em alvoroço mas desencontram-se a meio do caminho. Sempre tive blogs , já conto com um historial imenso de blogs, desde pelo menos 2004. Agora fazendo as contas já... Continuar Lendo →

Subjetividade

Podem até cair folhas da minha árvore, aquelas que já podres não se sustentam nos galhos, mas as boas não caem sozinhas. Há quem as arranque sem pedir permissão,mas também há a quem convide a colhe-las. Os frutos esses só eu os colho e dou a provar a quem me mostre o que é amar... Continuar Lendo →

Depois dos 30

Embora a idade seja apenas um número, a verdade é que as coisas começam a mudar depois dos 30.  Deixamos principalmente de fazer fretes e passamos a conseguir dizer mais vezes um Não sincero, em vez de uma desculpa piedosa. Começamos a dar menos importância à opinião de certas pessoas, principalmente a opiniões de comadres... Continuar Lendo →

Amigos de quatro patas

Amar os nossos amigos de quatro patas Ter um amigo de quatro patas é não só uma grande responsabilidade como também é entregarmo-nos a um amor incondicional. Não existem de facto palavras que cheguem para definir a palavra amor. Não existe se quer um sinónimo que possamos aplicar. No entanto, quem ama sabe o que... Continuar Lendo →

Fecha os olhos…

Fecha os olhos e permite-te estar onde quiseres. Faz o teu cenário, escolhe os personagens, e vê-te a ti mesmo onde te apetecer. Visualiza o teu guarda-roupa, seja o mais simples ou o mais extravagante. Quer esteja a condizer ou não com o cenário que escolheste. É o teu mundo. São as tuas escolhas. Ninguém... Continuar Lendo →

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑